Apresentação

Caros colegas,

É uma honra para a Associação Portuguesa de Patologia Dual – APPD receber em Coimbra de 6 a 8 de Março de 2014 o Iº Encontro Ibero Brasileiro de Patologia Dual e Comportamentos Aditivos, que se associa à realização da IV edição do seu Congresso Nacional.

A presença no mesmo doente de doença mental e consumos de substâncias (denominada como Patologia Dual) é muito frequente e levanta grandes desafios na sua abordagem e tratamento. São doentes complexos, com fraca adesão terapêutica, elevada morbilidade e inúmeros problemas físicos, mentais, sociais, laborais e judiciais. Esta comorbilidade foi entendida até há alguns anos como coincidência, sendo os doentes tratados de uma e outra perturbação em serviços independentes e sem articulação. Desde os trabalhos de investigação de Nora Volkow em 2001, a investigação científica tem encontrado evidências da existência de substratos neurobiológicos e genéticos comuns entre a perturbação aditiva e as outras doenças mentais, tais como a psicose, as perturbações afetivas, a perturbação de hiperatividade do adulto, as perturbações ansiosas e as perturbações de personalidade.

Associação Portuguesa de Patologia Dual – APPD, tem o prazer de convidar a Sociedade Espanhola de Patologia Dual (SEPD), a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), bem como todos os profissionais que trabalham na saúde mental, patologia dual, adições e investigação para durante 3 dias, discutirem as variadas vertentes ligadas à adição e patologia dual, desde a etiopatogenia, clinica, abordagem e tratamento, investigação, aspetos médico-legais e a organização de serviços para tratamento e recuperação dos doentes com estes problemas. 

O congresso terá como línguas oficiai o português e espanhol. Através de sessões plenárias, simpósios, workshops, mesas redondas, encontros com os especialistas, sessões educacionais, comunicações orais, sessões de casos clínicos e sessões de pósteres, teremos oportunidade de refletir a realidade atual e propor a mudança para que o futuro permita o melhor conhecimento e a melhor organização das respostas nesta área. Contamos com a presença dos mais prestigiados especialistas nas várias áreas ligadas a esta temática e esperamos que venha a ser uma grande jornada de trabalho.

Coimbra, cidade do centro de Portugal, com cerca de 150 mil habitantes tem origem na época romana com o nome de Aeminium. Na época dos visigodos (entre 569-589 DC), terá mudado o nome para Coimbra. Em 1370 acolhe a primeira universidade portuguesa. A Universidade de Coimbra – Alta e Sofia foram classificados pelo comité da Unesco em 2012 como Património da Humanidade. Cidade de tradições e paixões, de saber e boémia, acolhe com carinho e dedicação os congressistas nacionais, espanhóis e brasileiros.

Bem vindos a Coimbra em 2014.